PortuguêsEnglish

Aurora quinases como alvos farmacológicos na Leucemia Linfoide Aguda

14 de dezembro de 2020

A Dra. Caroline de Fátima Aquino Moreira Nunes, bolsista PNPD sob a supervisão do Prof. Odorico de Moraes no PPG em Farmacologia, publicou recentemente um artigo na Scientific Reports em parceria com a University of North Carolina (dos Estados Unidos) e a Universidade Federal do Pará.

O objetivo do estudo foi validar a expressão dos genes AURKA e AURKB como biomarcadores preditivos de diagnóstico e prognóstico em amostras de pacientes pediátricos com Leucemia Linfoide Aguda (LLA), além de avaliar dois potenciais inibidores de aurora quinases e seu envolvimento no bloqueio da expressão dos genes AURKA e AURKB em linhagens leucêmicas, como potenciais alternativas terapêuticas para o tratamento da doença.

Neste estudo, foi possível predizer o envolvimento dos genes AURKA e AURKB na leucemogênese pediátrica em pacientes da população brasileira e propor seu papel como potenciais marcadores de diagnóstico e prognóstico da doença, uma vez que a sobrevida global dos pacientes é modulada pela presença da hiperexpressão desta via genética. Houve evidência de que o bloqueio farmacológico dessas vias pode ser uma alternativa terapêutica importante para os pacientes, uma vez que a LLA ainda é uma doença cujas alternativas farmacológicas são limitadas a quimioterapia convencional, o que acaba afetando a qualidade de vida destes.

Esse trabalho é inovador visto que as moléculas testadas são alvo-direcionadas desenvolvidas pela farmacêutica GlaxoSmithKline (GSK), que foram cedidos pelo Dr. William J. Zuercher da Universidade da Carolina do Norte (UNC) e Consórcio de Genômica Estrutural, e que não haviam sido avaliadas nesse tipo de câncer. Além disso, a validação dos genes AURKA e AURKB em amostras de pacientes com LLA aliado ao estudo in vitro, abre a perspectiva para o desenvolvimento de protocolos mais específicos para esse tipo de leucemia, que afeta a população pediátrica e adulta.

Esse trabalho teve o suporte financeiro do CNPq (Projeto Universal CNPq – 2016) coordenado pela bolsista.

A integra do artigo pode ser obtido no link a seguir:

Título do Artigo: Targeting aurora kinases as a potential prognostic and therapeutical biomarkers in pediatric acute lymphoblastic leukaemia Scientific Reports (2020) 10:21272 (04 de dezembro de 2020)

URL: https://www.nature.com/articles/s41598-020-78024-8

Fonte: Dra. Caroline de Fátima Aquino Moreira Nunes, Laboratório de Farmacogenética do Núcleo de Pesquisa e Desenvolvimento de Medicamentos (NPDM)